terça-feira, 7 de agosto de 2012

Uma maneira de olhar diferente...

Você sabe qual é a diferença entre um cristão e um budista?

Só o cristão vê diferença!...

Se você apontar o caminho para o cristão, ele olha para o dedo... O budista, para o caminho!


Contam as boas línguas que um jovem peregrino budista pediu abrigo em uma igreja cristã pois a noite estava muito fria e os mosteiros eram distantes daquele lugar. Ao bater a porta da antiga igreja, um velho frade franciscano o recebeu com carinho e certa curiosidade. Depois de contar sobre a sua iniciação budista, tomou um prato de sopa bem quente e foi se recolher. Como o frio estava o incomodando, pegou uma estátua de Jesus, - o Cristo e ateou fogo para se aquecer... O cheiro de madeira queimada inundou a igreja acordando o clero... O velho frade ao ver o que realmente aconteceu, exclamou: filho, que sacrilégio foi este que você cometeu? Como ousas queimar uma imagem do Cristo? O jovem budista respondeu compassivo: Queimei um Cristo morto para salvar um ser Crístico! O velho frade olhou o jovem com admiração e compreendeu a sabedoria espiritual daquele jovem. Voltou-se para os outros frades e contou o ocorrido.


Pela manhã ao acordar, todos foram procurar o jovem budista que deixara uma belíssima lição na noite anterior. Procuraram em quase toda a igreja e não o achavam. Logo, pensaram que ele tinha ido embora sem o dejejum e o óbvio agradecimento...


De tanto procurar, alguém aventou a hipótese dele estar no jardim da igreja. Para lá foram todos, que mais uma vez ficaram intrigados com a sua atitude pouco comum, pois encontraram o jovem prostrado com o rosto no chão reverenciando uma simples pedra. O velho frade a frente de todos não se conteve e disse: filho, ontem eu entendi o que você me disse a respeito do ocorrido, porém, agora encontro você reverenciando uma pedra quando dentro da nossa igreja há a imagem do Senhor. O que você tem para me dizer? - Perdoe-me, aonde Ele não está?